quarta-feira, 19 de março de 2008

O Condimento da Palavra

Eu vi um meme no blog do Vidal, e apesar de ele não ter repassado pra mim, eu, como boa entrometida, resolvi fazer assim mesmo. Deve-se pegar o livro mais próximo, abrir na página 161 e reproduzir a quinta frase. Eu fiquei em dúvida de que livro pegar, acho que eu deveria escolher aleatoriamente... Mas claro que não consigo ser simplesmente imparcial, fechar os olhos e escolher um livro qualquer. Então resolvi escolher pelo autor e pesquei um Clarice Lispector, "A Paixão Segundo G.H.". A 5ª frase da página 161 é a seguinte:

Eu sei que isso te soa triste, e a mim também, pois ainda estou viciada pelo condimento da palavra.

Essa poderia ser uma frase qualquer, mais impressionantemente(se é que esse "palavrão" existe) não é, não para mim, ela tem muito significado. Isso porque já passei algum tempo da vida devaneando sobre o condimeto da palavra. Ou melhor, sobre o tempero que é o poder que a palavra tem.

Eu acho impressionante pensar em tudo que as palavras podem fazer. Através de palavras ditas se enaltece ou se humilha alguém. Aliás, muitas vezes a mesma palavra, dependendo do seu contexto, da entonação que se dá a ela, de quem a emprega, pode ser usada de formas opostas. Um "eu te amo" sarcástico pode ferir tanto quanto um tapa, assim como um tapa amigável pode ser tão reconfortante quanto um "eu te amo" não dito... Com uma palavra se começa um relacionamento e com palavras também eles se acabam. Eu, particularmente, não consigo desvincular os sentimentos das palavras. Sejam elas escritas, faladas, pensadas, demonstradas por gestos... Por trás de cada ação existe a palavra que a impulsiona, assim como por trás de cada palavra está o sentimento que lhe dá origem. Então quer dizer que as palavras não nascem na mente, mas sim no coração? Sim, acho que sim. É no coração que nasce o impulso, seja benéfico ou maléfico, que dá vida às palavras. Porque elas têm vida, alguém duvida?

Eu penso também naquelas palavras não ditas, mas que sempre significam tanto... Como aquelas que esperamos ser ditas pelas pessoas que amamos, e a palavra nunca vêm, como elas machucam! Ou aquelas que querem dizer outra coisa, que têm seu significado oculto nas entrelinhas... E nem todo mundo consegue entender seu verdadeiro significado. Aliás, elas têm destino certo àqueles únicos capazes de "ler"(não necessariamente com os olhos) as entrelinhas. Às vezes as palavras não ditas nos afogam, e acabam "escapando" de alguma outra forma, seja num gesto, numa reação emotiva, numa debilidade física... Sim, porque as palavras são capazes de debilitar o corpo. E mesmo assim podemos não conseguir dizê-las, nos livrar delas, cuspir aquela palavra que incomoda... Mas um dia ela é digerida, acredito eu, e se torna parte vital do corpo e da alma e não machuca mais.

Ao mesmo tempo que pode debilitar, a palavra também tem o poder de curar. Curar o coração ferido com uma palavra de amizade, de carinho. Curar o corpo debilitado com a calma e a paciência das palavras de conforto. Curar as feridas das relações humanas com palavras de perdão e humildade. Levar vida com palavras de esperança e boa nova, com palavras de amor.

A palavra tem força, sem dúvida, maior do que a força bruta. É capaz de soerguer e derrubar. É por isso que se precisa ter cuidado com elas, cuidado com o que se diz, se escreve, se pensa e põe em prática... Como Clarice mesmo disse: "Palavras - movo-me com cuidado entre elas que podem se tornar ameaçadoras."
------------------

Repasso o meme pra Bru, pra Thai, bom, e pra quem mais tiver vontade de fazer. ;)

3 comentários:

Juliana disse...

Adorei essa brincadeira , e a frase do livro que eu peguei foi assim
"tragam-me este homem , preciso te-lo no meu filme"
mto engracado
ehauwehauweh
bzinhusss!!

Éverton Vidal disse...

Lorena que texto saiu por meio daquele meme! Grande verdade. Quanta coisa pra pensar neste fim de semana!

Mexeram comigo, fiquei a pensar como tenho usado minhas palavras.

Que Ele continue de inspirando assim.

Inté!

Adriano Caroso disse...

Eu lhe daria o selo "Show de Bola" por este post. Foi o melhor que eu já li nos últimos dias. Não há o que comentar. Você já disse tudo. Muito bom o seu blog. Parabéns!