segunda-feira, 30 de junho de 2008

Memes, selos e Tubarões.

Tantas pessoas me passaram selos e memes essas duas semanas de correria intensa, que agora eu estou toda perdida, não sei quem me enviou um bocado deles! E agora, o que eu faço? Da próxima vez, repasse imediatamente! Sim, da próxima vez eu não enrolo e repasso logo, assim não fico perdida...

Agradeço a todos que me mandaram selinhos, eu guardei todos e sei que agradeci a cada um no momento da homenagem... Mas hoje só vou repassar um deles, porque me lembro quem mandou e também já sabia a quem eu queria repassar. O Vidal me presenteou com um selo muito especial, eu fiquei lisonjeada mesmo com a lembrança. O selo, que foi criado pelo nosso Amigão, é esse aqui:

Vidal, fiquei muito feliz mesmo com a homenagem! E repasso para um blog que eu tenho aprendido a amar, e tenho orgulho de ser uma pequena parte dele: o Bilhetes. A idéia foi do Leandro, de juntar os amigos blogueiros para levar um pouco da nossa literatura pessoal e criar um espaço de poesia e pensamentos. Por isso a caneca vai para ele! Leo, toma que é tua! =)

O meme quem me passou foi a Francine... Quer dizer, ela não me passou, deixou livre pra quem quisesse fazer. então, lá vai:

ATIVIDADE PROFISSIONAL: Estudante e estagiária.

OUTRAS ATIVIDADES: Internet, leitura, escrita e cinefilia.

ESTRANHISSE: Conversar comigo mesma, o tempo todo. Na maioria das vezes, em outras línguas. Ah, eu também converso com bichos como se fossem gente...

PRINCIPAIS MOTIVAÇÕES: Me formar e conseguir sobreviver depois da formatura.

QUALIDADES PARADOXAIS: Eu escrevo muito, mas falo pouco. Em compensação, ouço muito bem.

PONTOS VULNERÁVEIS: Nossa. Alguns muitos, não sou muito forte. Sofrimento, meu e de quem eu amo, injustiças, crueldade, alguns pontos muito pessoais... Tudo que eu gostaira de mudar, mas não posso.

ÓDIOS INCONFESSOS: De politicagem... Mas nem é inconfesso.

PANACÉIAS CASEIRAS: Chá de hortelã com mel. Tiro e queda para gripe, resfriado, dor de garganta, dor no corpo, hipoglicemia, mau-hálito... E para dores interiores, oração. Pra mim nunca existiu remédio melhor, porque Ele não abandona nunca.

SUPERSTIÇÕES INVENCÍVEIS: Tentar adivinhar o signo dos outros. É incrível, a proporção de acertos é bastante grande, não consigo parar!

TENTAÇÕES IRRESISTÍVEIS: Coisas feitas de chocolate, DVDs em promoção, livros do sebo, locadoras... Não resisto MESMO!

MEDOS ABSURDOS: Eu tenho medo de fantasmas e de trovão. Ninguém tem medo disso, é um absurdo que da minha idade eu ainda tenha. Mas é verdade, só de pensar me dá calafrios.

ORGULHO SECRETO: Eu sou orgulhosa e isso era um segredo! =P

Eu repasso para Leandro, Thaís, Du, Drummer, Agda e Su.
------

Esses dias visitando um blog que eu gosto muito, da Lucia Malla (bióloga formada na mesma unviersidade em que estudo), me deparei com um questionamento que nunca tinha me feito: por que carne de cação é tão barata, em relação à dos outros peixes? Tá, parece coisa sem nexo de se jogar aqui no blog, mas sendo eu quem sou não é, não. Dêem uma lida no texto abaixo e entrem na campanha conta oa pesca e consumo de carne de tubarões:

Por que a carne de cação é tão barata?

"Os que me conhecem de outros carnavais (e acho que os que pouco me conhecem também) percebem que há tempos eu venho martelando aqui nesse blog sobre a questão da matança dos tubarões mundo a fora. O quanto esse grupo de animais é importante pro ecossistema marinho, o quanto vem sendo ameaçado, a ponto de pesquisadores pelo mundo e da própria ONU já terem declarado que os tubarões devem ser prioridade máxima de conservação no mundo atual.

Minha preocupação em disseminar tal informação (por demais esquecida pelas pessoas em geral) é tamanha que fiz questão de enfatizar isso logo no primeiro tópico do guia Malla de consumo de peixes:

"1) NUNCA compre cação. NUNCA coma cação, independente de onde você more. Tubarões ou cações são peixes ameaçadíssimos de extinção no mundo inteiro e ao comê-los, você incentiva o tenebroso comércio de barbatanas pra China. "

Há outros peixes bastante ameaçados também, como o atum, o bacalhau e o salmão. E para todos eles, o preço da carne é proporcional à sua raridade, com o bacalhau liderando o ranking dos mais ameaçados e, portanto, dos mais caros. Razoavelmente lógico, não? Mas então... por que o mesmo não acontece com o tubarão? Por que a carne de cação é das mais baratas vendidas do mercado?

Hoje, eu encontrei os seguintes preços no portal do CEAGESP:

- Polvo: R$14,00/kg
- Camarão rosa pequeno: R$12,00/kg
- Linguado: R$10,00/kg
- Salmão: R$14,00/kg
- Badejo: R$14,00/kg
- Salmão: R$23,00/kg
- Robalo: R$22,50/kg
- Atum: R$11,00/kg
- Pescada grande: R$5,00/kg
- Tilápia: R$2,50/kg
- Cação: R$4,50/kg

Sendo que no varejo o produto é vendido mais caro.

Há peixes mais baratos e sustentáveis, como a tilápia. Mas dentre aqueles extremamente ameaçados que estão à venda no mercado brasileiro, o cação é sem dúvida o mais barato de todos. Uma contradição que tentarei explicar aqui.

No Brasil, não é proibido pescar o tubarão e vender sua carne no mercado. É proibida pela portaria 121-N do IBAMA (link em pdf) a prática do "finning" ou seja, matar um tubarão apenas para retirada das barbatanas, descartando a carcaça do animal no mar, onde o bicho tem pouquíssimas chances de sobrevivência sem a barbatana para auxiliar em seu deslocamento. E os barcos de pesca brasileiros não fazem isso. Nas palavras de um pesquisador, que lemos na reportagem da Folha de ontem:

"Hoje, a prática do "finning" em águas brasileiras praticamente não existe. Os barcos nacionais aproveitam 100% dos tubarões capturados e os estrangeiros têm observadores de bordo."

E será que por isso então é ok matar o animal? O número de tubarões perdidos por ano continua aumentando, o dano ao ecossistema continua o mesmo, com ou sem finning, independente da semântica da lei. A lei, nesse caso, é mero subterfúgio conivente a interesses financeiros maiores.

Todo pescador no mundo sabe que a barbatana é o bem mais cobiçado de um tubarão, por causa da demanda no mercado asiático. Quando um pescador pesca um tubarão, em geral a primeira ação que toma é separar a barbatana, ainda em alto-mar, e pôr para secar. E o resto do bicho vira subproduto - porque o principal já está garantido para o comprador chinês/taiuanês. Na maior parte do mundo, a carcaça vai pro mar. No Brasil, sobram nos congeladores dos barcos quilos e mais quilos de carne. Que são levadas ao continente para comércio.

Por uma razão cultural (?), os brasileiros consomem a carne do cação, que é um lucro "colateral" limpo para o pescador. O gerador de lucro mais controverso, a barbatana, já está longe há tempos quando você vê a carne de cação no mercado. O "finning", único e exclusivo, na definição simples da lei, realmente não existe no Brasil. Ele existe mascarado pela venda da carne de cação.

E é essa brecha da legislação do IBAMA que permite à indústria pesqueira nacional continuar dizimando tubarões - porque a carne é consumida. Barata, ainda por cima - quanta ironia... Para mudar essa situação em prol de um ecossistema marinho sustentável, a meu ver é fundamental que se proíba a pesca de tubarões, sua comercialização completa. Tornando essa atividade ilegal, pelo menos o IBAMA poderá coibir alguma parte desse comércio sob o amparo da lei. Seria melhor ainda se fosse possível elaborar um programa de pesca sustentável do tubarão, que acomodasse os pescadores artesanais, sua nutrição, cultura e a manutenção do ecossistema saudável; mas na atual conjuntura de quase-extinção de várias espécies de tubarões, isso soa infelizmente deveras utópico."

-----------



10 comentários:

Leandro Neres disse...

Nossa, teu blog merece essa caneca mesmo! Ta de parabéns :)
Mto obrigado pelo Bilhetes, mas ele é nosso, então receba esta caneca duplamente =)
Bjsss
Leandro

Du disse...

Lorena, parabéns! Com certeza essa caneca foi merecida sim! Obrigada pelo meme, assim que possível eu respondo, tá?

Nossa, fiquei impressionada com essa história dos tubarões, eu nunca tinha ouvido falar nisso e acho super importante essa divulgação. Se eu já não comprava cação antes, agora mesmo é que não comprarei, nunca mais.
Obrigada por compartilhar um assunto tão importante conosco!

Beijos e bom dia!

Susanna Martins disse...

Oi minha querida!!! Anota esse link aii: http://www.orkut.com.br/Profile.aspx?uid=18044266036238857962

Estou esperando vc aq, tá??! Aii vc já me avisa... hoje eu vou na sua cidade.. hehehe... Beijooos visinha

NANDO DAMÁZIO disse...

Nunca tinha passando pela minha cabeça comer cação mesmo ..

"Eu escrevo muito, mas falo pouco. Em compensação, ouço muito bem."

EU TAMBÉM !! \O/

Beijo, Lô !!

NANDO DAMÁZIO disse...

A-may seu texto no Bilhetes !! ;-)

DrummerChick disse...

Parabéns, obrigadinha e pódexah que eu num como peixe nenhum mas vou avisar meus amigos!

(Medo de trovão?! Eu AMO barulho de trovão!)

Jhoy disse...

TENTAÇÕES IRRESISTÍVEIS: Coisas feitas de chocolate

hauahuahauahuahuahuaua
Eu já passei do nível de tentação! :S

Mas vai dizer, dá uma "alegria" daquelas... :p

Thais disse...

Ai Lóris! ^^
Você é sempre tão fofa que nem sei que dizer!!! Obrigada pelo carinho, assim eu até acredito! :P

Thais disse...

*pensando na carne de tubarão*

Francine Esqueda disse...

Lorena Querida!!!
Que honra!!! Agradeço imensamente por ter respondido o meme, citado meu nome e ter me visitado sempre... Nossos últimos contatos renderam muito...
Linkei voce!
Achei um barato seu comentário,
Adorei suas respostas ao meme,
Especialmente a parte onde falou de oraçoes para curar por dentro e as adivinhaçoes sobre os signos dos outros! (confesso que vivo fazendo isso)...
A propósito o seu deve ser do elemento AR!????
Por aqui, bacanérrima as homenagens,
E o texto dos peixes... refleti!
Beijocas!