segunda-feira, 7 de julho de 2008

Ao que está a sofrer



Paciência
(Mafalda Veiga e João Pedro Pais)

"Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
A vida não para...
E quando o tempo acelera e pede pressa
Eu recuso faço hora, vou na valsa
A vida é tão rara...
E quando todo o mundo espera a cura do mal
E a loucura finge que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...
O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...
Será que é tempo que me falta para perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber, a vida é tão rara
Tão rara...
Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, eu sei
A vida não para...
A vida não para não!
Será que é tempo que me falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber, a vida é tão rara
Tão rara...
Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, eu sei
A vida não para
A vida não para não!"
--------

*Dedicada ao Leandro, companheiro da Jempa, que passa por um momento muito complicado. Não sei se tenho o direito de lhe pedir paciência, mas sei que a vida é muito rara para perdermos tempo com as coisas pequenas. Então, força.

PS: não, não é o Leandro do "Les Rêveurs", mas é um amigo em comum.
PS2: sei que a música é do Lenine, mas eu prefiro essa versão...

11 comentários:

Leandro Neres disse...

Que bela dedicatória Loli, a Mafalada é mto doce. Nossa, também estou desejando força ao Leandro. Uma pessoa muito especial.
Bjs

Susanna Martins disse...

É difícil termos paciência qndo estamos em meio as dificuldades, mas desesperar tbm não ajuda em nada!!
Muito bonita a sua atitude, Lô!!
Tenho certeza que ele vai ficar mto feliz e vai se sentir mais forte, porque sabe que pode contar com a sua amizadeee!!!!
BEijoo Grande!!

Veeem loogo!!!

Amigao disse...

Só resta isto mesmo paciência. A vida não para e não vamos conseguir nada agindo impetuosamente.
Paciência e calma, a vida pede.
Bela letra e um abraço pro Leandro .

Beijão do amigão

NANDO DAMÁZIO disse...

Ai, meu Deus, esta música já me embalou em tantos momentos difíceis, é sempre uma nostalgia gostosa ouvi-la novamente !!

Beijão, minha querida, força pro Leandro !!

Vidal disse...

Acho que sei de que Leandro se trata...
A letra é linda, uma bela mensagem. Mas o que mais gostei foi da sua atitude, acho que quando um ser humano faz isso por outro, algum tipo de energia acaba passando...

BJ. Inté!

Amigao disse...

É verdade, estarei lá em agosto de férias.

bjs

Maldito disse...

Adorei seu blog e seu nível criativo,...parabens

Bjs
Inté'

Alice disse...

Lorena,

Juro que pensei que fosse o Leandro. Ainda bem que não é. E todos nós passamos por momentos delicados... uns mais que outros. Pagar contas é delicado, ficar doente é delicado, dizer adeus é delicado e a vida continua rara e cara. Viver é quase um absurdo. Só consegue quem tem força mesmo.

Bjs...

E agora estarei mais por aqui. Lendo e comentando.

Letícia

Jhoy disse...

Achei lindo chegar aqui e achar um post lindo desse pro Leandro.
Desejo todos os dias que ele tenha força pra vencer tudo isso.

Abraços guria! o/

Du disse...

Eu conhecia essa música só com o Lenine e sempre gostei, mas essa versão é linda também!
Bela homenagem a um amigo.

Beijo

Thais disse...

Você me emociona