domingo, 10 de agosto de 2008

O filho que eu quero ter


É comum a gente sonhar, eu sei, quando vem o entardecer
Pois eu também dei de sonhar um sonho lindo de morrer
Vejo um berço e nele eu me debruçar com o pranto a me correr
E assim chorando acalentar o filho que eu quero ter
Dorme, meu pequenininho, dorme que a noite já vem
Teu pai está muito sozinho de tanto amor que ele tem


De repente eu vejo se transformar num menino igual à mim
Que vem correndo me beijar quando eu chegar lá de onde eu vim
Um menino sempre a me perguntar um porque que não tem fim
Um filho a quem só queira bem e a quem só diga que sim
Dorme menino levado, dorme que a vida já vem
Teu pai está muito cansado de tanta dor que ele tem


Quando a vida enfim me quiser levar pelo tanto que me deu
Sentir-lhe a barba me roçar no derradeiro beijo seu
E ao sentir também sua mão vedar meu olhar dos olhos seus
Ouvir-lhe a voz a me embalar num acalanto de adeus
Dorme meu pai sem cuidado, dorme que ao entardecer
Teu filho sonha acordado, com o filho que ele quer ter.


--------

Não sei como fazer uma homenagem ao meu pai que não envolva as músicas que ele me ensinou a gostar. Essa, em especial. =)

Feliz dia dos pais a todos os papais que passarem por aqui!

11 comentários:

Anderson Cádor disse...

Feliz dia dos pais para o meu pai e a todos...

Ju Pietra disse...

Saudade do meu pai...
:(

Beijo, Lo

Su disse...

Abração no seu pai!!!
Beijos minha linda, tenha uma semana perfeita!!
Ah... já estou no "mar"!! rs
Beijoooooooos

Alice disse...

Ontem fui à casa de meu pai que é a minha casa ainda e ele estava ouvindo Chico Buarque. Desde a minha infância. Sempre foi assim. Bonita a sua homenagem, Lorena. A gente não pode esquecer a família. É o que temos de mais forte.

Bjs.

tiago.augusto disse...

o/
resolvi dar as caras!

deu o abraço no Zé que eu mandei? pq ele merece! =P

bjo.

Francine Esqueda disse...

Rs... o que vc quis dizer com isso? - caricatura -

Adorei esta música, este post e toda a sensibilidade neles envoldida! inspirador... ainda mais que estou indo agora jantar com meu papy... Não o vi neste dia dos pais!

beijos

Du disse...

Desculpe a demora em vir aqui, Lô! Tá tudo lindo, como sempre!

Beijão

Leandro Neres disse...

Linda homenagem, eu tinha vindo aqui no dia dos pais e guardado comigo esta canção...
Bjs

Urbano Leonel Sant' Anna disse...

Ai, Lorena...

Queria ter vindo aqui antes, no domingo mesmo, no Dia dos Pais. Mesmo assim, escutando agora esta que eu considero uma das mais lindas canções sobre pais e filhos me deu um nó na garganta e ficou difícil de enxergar as letras do texto. Acho que deu defeito nas lentes dos óculos...

Nada é por acaso nesta vida. Tinha que ser do Chico! Tinha que ser na voz do Toquinho! Tinha que ser uma pessoa com a tua sensibilidade pra escolher logo esta... tão singela e, ao mesmo tempo, tão perfeita canção!

Muito obrigado por ter nos dado este presente!

Beijão!

PS: Que bom ver meu banner aqui! Voltei ao Sensata Paranóia e não entendi por que o teu não está lá ainda... (???) Vou corrigir esta injustiça agora mesmo!

Urbano Leonel Sant' Anna disse...

Não resisti e voltei pra ouvir outra vez...

Putz! Está dando defeito nas lentes de novo!? Que será que tem neste acalanto?

Olha! A injustiça já está reparada, viu!? Teu banner ficou bem bonito lá no Sensata.

Beijão!

Éverton Vidal disse...

:(
Que saudade do meu pai.